O fim da política

Sabe o que me incomoda muito nas discussões políticas no Brasil de hoje? É que elas não são políticas.

Os debates sempre ocorrem como se as discussões fossem sobre o bem e mal (cada lado se vendo e se vendendo, é claro, como o bem).

Ou o governo é o melhor de todos os tempos, Lula o mais brilhante líder, e toda aliança (por mais esdrúxula) é justificável na luta contra o Mal. Ou tudo que o governo faz é errado, ou o que é certo não foi feito por este governo, ou (mais delirante ainda) vivemos numa ditadura disfarçada.

Esses termos têm o pior de todos os defeitos nas discussões políticas – eles inviabilizam o debate, o diálogo e, por conta disso, a própria política.

Parecemos crianças brigando por um brinquedo e não pessoas racionais discutindo o melhor para o país. Tá na hora de baixar a bola e conversarmos como se fôssemos adultos.

Quando a discussão descamba para a ofensa, fica muito mais fácil para aqueles que só têm um projeto pessoal de poder nos enganar e conseguir o que querem – adonar-se do Estado para benefício pessoal.

No Brasil, estamos descarregando preconceitos uns nos outros, falando como falsos moralistas da década de 1960, ao invés de nos debruçar sobre nossos reais problemas. Que tal falar sobre financiamento (público) de campanha? Que tal falar sobre modernização da lei de licitações? Que tal rediscutir o papel do BNDES? Que tal discutir (dentro do seu Estado) uma reestruturação das polícias?

Política serva para expormos nossas diferenças e buscar soluções de consenso – ou de apoio majoritário. Xingar a mãe não é política.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s