Sobre um comentário sobre os eleitores

O Josias, em seu blog, fez um comentário sobre o fato de 59 deputados responderem a ações judiciais.

O que me incomodou foi o encerramento do post, em que ele escreveu: “Considerando-se que ninguém vira deputado por combustão espontânea, é forçoso reconhecer: o eleitor não respeita o próprio voto.”

Incomoda-me muito esse papo de que o eleitor não sabe votar e coisas parecidas. Soa-me antidemocrático.

Primeiro, é bom lembrar que 59 em 513 é pouco mais de 11%. Além disso, não se sabe a natureza de todas essas ações judiciais e, é bom sempre lembrar, existe a possibilidade que parte desses 11% seja inocente.

E antes que me chamem de ingênuo, sou daqueles que gostaria de uma representação parlamentar mais qualificada, porém, não sou daqueles que acha que “o povo” (sempre “eles”, nunca “nós”) não sabe votar. Há racionalidade no voto. Em alguma instância, os eleitores escolhem aqueles que lhe representam ou dão uma percepção de ganho. E o parlamento é isso, o lugar que representa os eleitores.

Anúncios
Esse post foi publicado em Notas rápidas, Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s